segunda-feira, 16 de junho de 2008


Sentir tudo de todas as maneiras,viver tudo de todos os lados, ser a mesma coisa de todos os modos possíveis ao mesmo tempo, realizar em si toda a humanidade de todos os momentos, num só momento difuso, profuso, completo e longínquo.



(Fernando Pessoa)

Nenhum comentário: