sexta-feira, 11 de julho de 2008

CORAÇÕES QUE SE AMAM.



Para dois corações que se amam,
a vida transforma-se em Santuário da Felicidade.
Entre eles, a entrega é total e sem limites.
Nem um nem outro impõem condições. Tudo é de graça!
Não existe cobrança de erros passados; somente
partilha de acertos presentes.
Os pedidos de prova são substituídos pela certeza da cumplicidade.
Transparência é a mais bela estrela-guia
a clarear a estrada, nas noites sem luar.
Para dois corações que se amam, o sorriso tem
força de prece. O calor das mãos, o carinho do abraço,
a ternura do beijo são o sustento, nas horas mais dificeis.
Em uma flor que se oferece, esconde-se a grandeza do mais
puro sentimento: o amor!
Para dois corações que se amam,
a vida reveste-se de novas cores e sabores.
Ganha novo sentido. O céu faz-se presente!

Vicente Carvalho

Nenhum comentário: