quinta-feira, 2 de outubro de 2008

ANJO DAS HORAS

A ti , meu Anjo , amor dos meus encantos ,
A ti que velas horas dos meus dias ,
A ti que trazes luz aos meus espantos ,
Eu agradeço o fim das agonias .
As agonias que rondaram cantos ,
Os mais escuros de paredes frias ,
Quando era eu um carrilhão de prantos ,
E tu - de perto - só me percebias .
Sem que eu chamasse foste os acalantos Das minhas noites tristes e vazias .
E eu que chamava por todos os santos ,
Não via a ti que tanto me sorrias .
A ti, meu Anjo , amor dos meus encantos ,
Eu agradeço os meus presentes dias .


Silvia Schmidt

Nenhum comentário: