quinta-feira, 30 de outubro de 2008

CONVIVER COM A DOR



"Chora. As tuas lágrimas são a prova do teu amor.
E as lágrimas que nascem do amor ajudam a curar a ferida que há dentro de ti e a renovar a tua esperança.
Dá tempo a ti mesmo para sofreres.
Pode levar alguns anos até que finalmente consigas aceitar a tua perda,
Aceitar que alguém partiu para sempre,
E levar ainda mais tempo para ultrapassares as tuas emoções.
Quando alguém que pretende ajudar-te só consegue fazer-te sentir pior,
Perdoa-lhe por não te compreender verdadeiramente.
Mais tarde, quando estiveres tu a confortar alguém lembra-te de tudo aquilo que não deves dizer.
Junta-te àqueles que também sentem a mesma dor dentro de si.
Quando partilhares as tuas histórias, estarás a partilhar um sentimento de compreensão que é bem mais profundo que todas as palavras.
Perdoa-te a ti mesmo:Por estares zangado ou desapontado com os outros, incluindo aqueles que morreram e te abandonaram;
Por não teres tido o poder para evitar a perda;
Por tudo aquilo que desejarias ter feito e não fizeste.
Lembra-te da presença daquele que amavas através das tuas memórias e das memórias que os outros partilham contigo.
Esta celebração fará com que aquele que amavas e que partiu continue junto de ti para sempre.
Deixa que te sintas bem novamente,
Ri-te com os teus amigos, diverte-te.
Viver a vida ao máximo não é uma traição a memória daqueles que perdeste,
Mas sim o cumprimento de uma promessa feita àquele que queria sempre o melhor para ti.
Dentro de ti haverá sempre um pequeno espaço vazio.Valoriza-o.
Um lugar silencioso e tranquilo pode ser a forma que Deus te oferece para manteres a ligação com aquele que amavas.
Pode parecer-te que nunca mais vais sentir-te verdadeiramente feliz.
Mas acredita que sim – e a tua alegria terá mais valor pois nascerá de alguém que já sentiu o que é sofrer profundamente e que conseguiu ultrapassá-lo.
Texto extraído da internet sem menção ao autor.

Nenhum comentário: