sexta-feira, 14 de novembro de 2008

AQUELA NOITE... AQUELE MAR...


Naquela noite... naquele mar, nossas lembranças, areia fria, vento de arrepiar... Linda criança!
Brincando na areia, o vento a me assanhar doce lembranças a me atormentar,
E voltam os momentos, e voltam as pessoas, e volta você e tudo que a gente intensamente viveu...
Voltam nossos beijos, teus abraços, nosso amor...
E volta aquilo tudo na minha memória naquele luar...
E eu olho pro mar, em minha face uma lágrima a rolar...
E levanto trêmula...
A passos lentos em direção do mar,
E eu me jogo e as ondas me afogam e eu choro demais,
Eu lembro tão triste, do nosso amor que deixei pra trás...
E eu quero que a ressaca, daquela onda louca me leve você.
Porque te lembrar e não ter você é um padecer!As ondas levaram me deram um alívio e eu chorei mais ainda.
Senti tua falta e fui mar adentro, em tua procura.
O meu desespero, foi se transformando numa amargura...
Mas o mar traiçoeiro, naquele nevoeiro, viu minha loucura.
E tudo que as ondas levam, trazem de volta.
E naquela ressaca novamente eu recuperei sua lembrança.
E à areia retorno com aquele peso em meu coração.
Eu posso tentar, de todas as formas, mas não vou te esquecer, não!
Se te amar é um erro, meu pior defeito será este sentimento.
E se foi um engano, que a lembrança me siga até a morte.
Que seja minha companheira, se for minha sorte e se for pra ser pra sempre, que vá muito além de um tormento!





Texto extraído da internet sem menção ao autor.

Nenhum comentário: