quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

E LÁ FICOU MEU CORAÇÃO...


E lá ficou meu coração...
Nas ruas de terra, no duro chão.
Nos morros imensos
Onde o olhar alcançava o infinito.
Infinito... intensamente bonito!

E eu menina
No desabrochar da vida
Corria descalça, morro abaixo.
O vento a penetrar minhas narinas;
um perfume de mato molhado
Do início da manhã.

Florinhas esparsas, tão delicadas!
A enfeitar a verde grama.
Passavam cercas, das humildes casas.
Rápidas árvores, suaves murmúrios
de vozes meio dormentes,
quase sussurros...

Cachorros latindo ao longe.
As aves deliciando-se
no imenso céu azul.
Borboletas coloridas
como as vidas,
daqueles que moravam por ali.

Vida bela! Vida solta!
Vida livre! Livre coração!
Felicidade... Tanta!
E eu nem vi
Tão embevecida estava
na imensidão do tempo e do espaço,
da terra em que nasci.


( MASJ )

Classificada e publicada no Livro Contos e Poemas do Brasil
Volume V - Editora Litteris - 2.003

Nenhum comentário: